CIRURGIAS

Videolaparoscopia

Além de ser minimamente invasiva e aplicável em todas as técnicas cirúrgicas, a laparoscopia representa, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica, uma das maiores evoluções tecnológicas da medicina. Diferentemente da cirurgia aberta, os procedimentos minimamente invasivos, no caso a laparoscopia, provoca menor trauma e favorece uma melhor recuperação pós-operatória.

Outras vantagens da cirurgia laparoscópica sobre a convencional:
• Melhor resultado estético, com cicatrizes menores;
• Menor índice de infecção de ferida cirúrgica.
• Menor tempo de internação;
• Menor trauma cirúrgico;
• Retorno mais rápido às atividades rotineiras, geralmente de sete a dez dias.




Histeroscopia

A histeroscopia é uma técnica da área da ginecologia que efetua a inspeção médica da cavidade uterina através de endoscopia. Permite o diagnóstico de patologias intrauterinas e serve como método para intervenção cirúrgica.


Histeroscopia diagnóstica

A histeroscopia diagnóstica é um exame realizado para observar a cavidade uterina e o canal cervical. Permite a visualização direta do interior do útero, com introdução, via vaginal,de uma cânula ótica e câmera. A grande vantagem é a possibilidade de sua realização em ambulatório, sem o uso da anestesia e sem requerer internação.


Indicações de histeroscopia diagnóstica
  • • Infertilidade;
  • • Abortamento habitual;
  • • Sangramento uterino anormal;
  • • Pólipos;
  • • Miomas;
  • • Aderências;
  • • Espessamento do endométrio;

Histeroscopia cirúrgica

Após a constatação de alguma patologia mais complexa e que tenha necessidade cirúrgica, é solicitada a internação da paciente para realização da histeroscopia cirúrgica, cujo tratamento também poderá ser feito por via endoscópica. A vídeo histeroscopia operatória permite que a cirurgia seja feita através do colo do útero, sem necessidade alguma de incisões ou cortes, em ambiente hospitalar, com internação de, geralmente, 24 horas.

Apesar de ser realizada da mesma forma que a histeroscopia diagnóstica, a histeroscopia cirúrgica exige internação e anestesia, pois os instrumentos utilizados são mais calibrosos. Mesmo assim, o método reduz significativamente o risco de infecção hospitalar e o tempo de recuperação da paciente é mínimo.


Indicações da histeroscopia cirúrgica
  • • Retirada de miomas
  • • Retirada de pólipos
  • • Retirada de sinéquias (cicatrizes) ou de septos (alteração congênita)
  • • Ablação (retirada) do endométrio (alternativa à histerectomia) para diminuição de hemorragias
  • • Remoção de corpo estranho
  • • Biópsia dirigida